Home Quem Somos Contato Endereço  
Notícias
Agenda
Galeria de Fotos
Atividades
Grupos Familiares
Liderança
Missões
Pedidos de Oração
Links
Busca

ENQUETE

Quem Somos

HISTÓRICO DA IGREJA PRESBITERIANA EBENÉZER.

 

Em 1948 o Rev. Américo Justiniano Ribeiro, já demonstrava grande expectativa pela Vila Industrial por ser um dos bairros mais populosos da cidade.

 

1. OS PRIMEIROS ESFORÇOS.

Os primeiros irmãos a dedicarem-se a uma escolinha no bairro foram o jovem Paulo Bearzotti, e a senhorita Cacilda Pereira por meio de programas especiais nos anos 1952 a 1954. A partir de 1957 cooperaram os irmãos: Antônio Melo, Anita Melo, Vanilda Marques Pereira. Em 1957 fez a sua profissão de fé o senhor José Salim, conhecido comerciante da cidade, sócio da firma “Righeto e Salim”. Quando menino, na Ponte Preta, ouvira pregações do evangelho pelo Rev. José Borges dos Santos Júnior. Outro rapaz ao ouvir o som do harmônio portátil, gritou ao companheiro distante: “Fulano, venha o negócio aqui é de sanfona!”.

 

2. A DOAÇÃO DO SALÃO DE CULTOS.

Seguindo a orientação divina o senhor José Salim resolveu dedicar uma propriedade para a obra do Senhor na Vila Industrial e transformar o barracão de depósito de material de construção de 8,0 m de comprimento por 4,5 m de largura em um Salão de Cultos, na Rua Maria Soares 208 mobiliando-o com bancos e púlpito, recebendo como oferta do seu genro, o senhor Henrique Oppermann, um harmônio novo, preparando tudo para que ali se formasse uma Congregação A vinte e oito de dezembro de mil novecentos e cinqüenta e oito era anunciada nos jornais da cidade, a fundação na Vila Industrial, da Congregação Presbiteriana Ebenézer, nome esse sugerido pela senhora Ruth Nogueira de Souza. O pastor da Igreja Presbiteriana de Campinas Rev. Marcelino Pires de Carvalho deu todo apoio à iniciativa.

 

3. A ORGANIZAÇÃO DA CONGREGAÇÃO.

A Congregação Presbiteriana Ebenézer foi organizada em 1959, o ano do centenário da Igreja Presbiteriana do Brasil.

 

4. OS PROGRESSOS DA CONGREGAÇAO.

A princípio a Congregação Ebenézer dependeu da boa vontade dos crentes da Vila Industrial e regiões adjacentes, mas também de vários elementos da Igreja Presbiteriana de Campinas. Sem acompanhar todos os trabalhos da Congregação, davam eles não obstante colaboração parcial quer lecionando na Escola Dominical, que era realizada às quinze horas, quer freqüentando cultos de meio da semana, às quintas-feiras, para não coincidir com os de quarta, que são realizados na Igreja Presbiteriana de Campinas (Central). Muitos colaboravam em cultos de propaganda, em programações festivas.

 

5. A PRIMEIRA SÉRIE DE CONFERÊNCIAS.

De 15 a 19 de abril de 1959 foi realizada a primeira série de conferências religiosas, pelo Rev. Oliver Martin Thomson, Missionário Congregacional residente em Campinas. No primeiro ano de vida da Congregação, o do centenário da Igreja Presbiteriana do Brasil, houve comemoração do mesmo, no mês de agosto, quando falou historiador da Igreja, Rev. Júlio Andrade Ferreira. No dia do primeiro aniversário, houve culto solene de ação de graças com a presença do pastor, Rev. Américo Justiniano Ribeiro. O programa musical contou com os dotes artísticos de Laura Viana, Caio Castro Campos, Rosires Viana e outros.

 

6. A ORGANIZAÇÃO DA SAF.

Em 28 de dezembro de 1961 foi organizada a SAF tendo como presidente a irmã: Edith Cerqueira de Oliveira Rosa. A primeira reunião contou com a presença do Rev. Nathanael de Almeida Leitão, pastor, Enídia Moinhos, presidente da Federação de Sociedades Femininas do Presbitério de Campinas, bem como de outras visitantes, líderes femininas como Otília Braga, Alzira Helena Valin Ferreira. Eram treze sócias arroladas.

 

7. A CONSTRUÇÃO DO TEMPLO.

Em mil novecentos e sessenta e três, colaborou na Congregação Ebenézer o Rev. Silvino Nogueira, que se dedicou ao trabalho de visitações, com apoio do Rev. Nathanael de Almeida Leitão. Contou com apoio dos presbíteros da Igreja de Campinas: Dr. Newton Oppermann e senhor Antônio Braga. O templo foi construído pelo Sr. José Salin, medindo dez por quinze metros, por estar em sua propriedade.

 

8. SÉRIE DE CONFERÊNCIAS.

Em 1963 foi realizada uma série de Conferências evangelísticas pelo reavivalista Rev. Antônio Elias, com dezenas de decisões. No final do ano fez um trabalho especial com o lema: “CINCO DIAS DE GRATIDÃO POR CINCO ANOS DE REALIZAÇÕES”.

 

9. A ORGANIZAÇÃO DA IGREJA.

O Conselho da Igreja de Campinas encaminhou o requerimento ao Presbitério de Campinas em 1964 em Reunião Ordinária em Piracicaba, pedindo a organização da Igreja Ebenézer, que foi designado para o dia 15 de fevereiro de 1964 pela seguinte Comissão Organizadora: Rev. Dr. Nathanael de Almeida Leitão relator-presidente, Rev. Júlio Andrade Ferreira, Rev. Silas de Campos, presbíteros Dr. Newton Oppermann, Dr. Eurico Ribeiro dos Santos e Oséas Ferreira. A Igreja foi organizada com 67 membros comungantes e 24 membros menores no total de 91 membros, sendo o primeiro pastor Rev. Oswaldo Soares de Campos. “Até aqui nos ajudou o Senhor”. Ebenézer.

 

 
contador de visitas Visitas
Rua Engenheiro Artur Segurado, 519 • Jardim Leonor •13041-070 Campinas - SP • Tel (19) 3325-9761
Todo o conteúdo © 2009. Todos os direitos reservados.